Um vídeo pra quem estiver se sentindo triste e vulnerável.

Segundo o Paulo Ribeiro: sobre a tristeza, a bondade, a identidade na reação, a surdez voluntária do inconsciente individual e coletivo, a angústia da incerteza para o artista no cenário atual e uma reflexão empática por quem já passava por isso todos os dias.

- Voz que cresceu perde agudos e graves?
- A necessidade de se estar em forma, física e vocalmente;
- O conceito de técnica;
- Estudo transversal de repertório.

Mudança de Registro (parte1);
Coloratura (parte 1);
Métodos de canto;
Pauline Viardot 💞;
Aceitar mudanças - na voz e na vida.

- Estilo e repertório, esses dois complicadores...
- Como e quando decidir-se por cantar?
- Como classificar uma voz escura, rica em harmônicos graves?
- Como enriquecer o fazer artístico para além da técnica?

Vá atrás dessa sua garganta!

como eu sei que sou cantor?